Buscar
  • AxisMed

Singapura: investimento em hábitos saudáveis e o melhor custo-benefício em saúde

Singapura tem um sistema de saúde que é exemplo mundial. Há 17 anos, o governo criou uma agência específica para trabalhar hábitos saudáveis com a população: os singapurianos recebem dicas de alimentação, restaurantes têm direito a linha de crédito para tirar frituras do cardápio e há um calendário de exercícios gratuitos em praças e escritórios. Seis em cada dez singapurianos se exercitam regularmente, uma das taxas mais altas do mundo. No Brasil, são três em cada dez. Confira a matéria completa abaixo!


Atividade física é uma prática comum nas ruas de Singapura. De cada 10 cidadãos, 6 são adeptos aos exercícios regulares.

Hoje, Singapura tem gastos públicos e privados com saúde que representam cerca de um terço da média gasta por países da OCDE (clube das nações mais desenvolvidas). Os 5,6 milhões de cidadãos são o melhor exemplo de uma sociedade que conseguiu brecar a escalada de custos médicos.


Em Singapura, um de cada 35 habitantes é milionário e, em março, a cidade ganhou pela quinta vez o título de mais cara do mundo, à frente de metrópoles como Londres e Tóquio. A questão é: por que em Singapura gasta-se tão pouco com saúde, se é um lugar tão caro?


Uma parte da resposta está no movimento do fim de tarde em Padang, área central da cidade localizada a poucos metros da Baía da Marina, um de seus cartões-postais. Milhares de pessoas saem para correr, andar de bicicleta ou jogar rúgbi, futebol americano ou críquete em áreas verdes ou no meio das ruas. Singapura é pioneira no tratamento de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, causadas por maus hábitos, entre eles o sedentarismo. A agência criada pelo governo para trabalhar os bons hábitos na população mantém um canal no YouTube com dicas de alimentação e o calendário de exercícios gratuitos contempla aulas de ioga, boxe e até zumba. O resultado disso tudo são hábitos mais saudáveis que em outros países. Em Singapura, 11% dos adultos estão obesos. A média dos países ricos é de 17%. Os hábitos saudáveis colaboraram para a longevidade da população superar a média dos países ricos desde 1980. Hoje é de 83 anos, três anos acima do padrão na OCDE.


O esforço nacional está focado no uso da medicina de forma eficiente. Hoje, o acesso à medicina em Singapura lembra o de um plano particular do Brasil. Funciona através de 3 fundos de investimento, que juntos, antendem a consultas eletivas e check-ups, situações emergenciais, tanto para a população mais abastada, quanto a população mais carente. Para que o sistema funcione, há uma forte regulação do Estado. O Medifund, por exemplo, é o fundo que atende a população mais carente. Nesse caso, os hospitais públicos mantém comissões para avaliar quem deve ser atendido. Segundo dados oficiais, 99% dos pedidos são aceitos. Casos emergenciais são atendidos imediatamente e cirurgias eletivas demoram, no máximo, 4 semanas. No Brasil, estamos acostumados a um sistema público universal e o excesso de cobranças ao cidadão em Singapura pode assustar. Mas, para os singapurianos, o modelo oferece a chance de haver dinheiro para atender todos, ainda que em padrões distintos de qualidade.


As situações de Singapura e Brasil são bem diferentes. Mas é possível utilizar exemplos de quem consegue oferecer serviço adequado com o gasto controlado, para adaptar a um modelo de saúde que atenda a população de forma mais eficiente. Uma coisa não se pode discutir: a adoção de hábitos saudáveis para manutenção da estabilidade em saúde e, principalmente, controle de condições de alto impacto financeiro, como as doenças crônicas, é fundamental.


*Por Fernanda Rodrigues, Coordenadora de Marketing na AxisMed.


Referências: https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2002/020923_cingapurarg.shtml

https://www.pragmatismopolitico.com.br/2018/07/singapura-saude-gastando-pouco.html

319 visualizações

AxisMed

Avenida das Nações Unidas, 13.797

Bloco II - 18 andar

São Paulo - SP

Acompanhe nossas redes sociais!

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

AxisMed 2020. Todos os direitos reservados.