Buscar
  • AxisMed

Educação alimentar desde os primeiros anos pode reduzir tendência genética de obesidade

Hoje, 31 de Agosto, é comemorado o dia do Nutricionista. Em homenagem a esses profissionais, divulgamos um recente estudo que evidencia a importância de sua atuação em relação a um dos assuntos que mais impacta a saúde das crianças no Brasil: a obesidade. Confira a matéria abaixo.

Um estudo recente conduzido pelo Instituto Gonçalo Moniz (FioCruz Bahia), demonstrou que a redução da exposição de bebidas açucaradas e carboidratos refinados à crianças com predisposição genética de obesidade, pode melhorar a atividade de receptores que sinalizam ao nosso cérebro a sensação de saciedade. Assim, quando acompanhadas por nutricionistas desde os primeiros anos e educadas a manterem uma alimentação saudável, essas crianças têm maiores chances de manter-se saudáveis em relação ao excesso de peso.


A pesquisa foi liderada pelo Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia) e pela Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A pesquisadora Aline Rocha e sua equipe, buscaram compreender o efeito da alimentação no gene receptor da leptina, um hormônio que faz a conexão com o cérebro e sinaliza para o corpo a sensação de saciedade.


Os autores identificaram que o consumo de bebidas açucaradas (refrigerantes e sucos artificiais) e carboidratos (farinha de trigo, pão, biscoito, bolos, etc.) causam alterações no gene receptor da leptina, comprometendo a transmissão desse sinal. Assim, esses alimentos agiriam no organismo intensificando a tendência genética para obesidade.

“Esses achados sugerem que o consumo acima da mediana de bebidas açucaradas e cereais refinados potencializa o efeito no ganho de peso em indivíduos que são geneticamente predispostos ao armazenamento de gordura corporal”, comentou Rocha.


A dieta alimentar de 1.211 crianças entre quatro e 11 anos foi avaliada, todas moradoras de Salvador. Na amostra do estudo, uma a cada dez crianças estava acima do peso ideal – divididos entre 8,8% que estavam na faixa acima do peso e 4,8% foram considerados obesos.


O nutricionista é o profissional responsável por atuar em diversas questões que envolvem não só a alimentação, mas o metabolismo e as funções básicas do nosso organismo. Na AxisMed, temos uma equipe especializada em apoiar os participantes em mudanças de comportamento alimentar que favoreçam a estabilidade clínica e o bem-estar. Uma célula operacional composta exclusivamente por nutricionistas é responsável por acompanhar e orientar os pacientes, além de atender a dúvidas mais específicas, como as relacionadas às intolerâncias e doenças intestinais.


*Por Fernanda Rodrigues, Coordenadora de Marketing na AxisMed.


Referências: https://cidacs.bahia.fiocruz.br/dieta-pode-modificar-tendencia-genetica-a-obesidade/

38 visualizações

AxisMed

Avenida das Nações Unidas, 13.797

Bloco II - 18 andar

São Paulo - SP

Acompanhe nossas redes sociais!

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

AxisMed 2020. Todos os direitos reservados.