Buscar
  • AxisMed

Brasileiros estão preocupados em ficar sem assistência médica particular em 2019

Nos últimos anos, foi observada uma queda significativa do número de usuários dos planos de saúde no Brasil. Apesar de o ano de 2018 ter sido de estabilidade e de 2019 prometer um avanço, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Datafolha, em São Paulo, 41% das pessoas acreditam que possam ficar sem assistência médica particular no próximo ano.

Aproximadamente 630 pessoas foram consultadas, todas elas obrigatoriamente na posse de algum convênio médico, junto com 172 que, nos últimos 4 anos, abandonaram o plano. O motivo principal que levou estas pessoas à desistência foi ter recebido demissão, seguido por condições financeiras abaladas. Sendo assim, o valor dos planos é o ponto principal que acaba afastando o público, mesmo ele estando consciente de sua importância.

Dentre os entrevistados, ficou aparente que 45% deles gastam perto de 10% de sua renda total com planos de saúde suplementar. Por mais que pareça muito, é relativamente condizente se notarmos que ao questionados sobre suas prioridades, a resposta principal foi família, logo seguida por saúde, ambas asseguradas pelos planos. Dentre os bens mais valorizados, em primeiro lugar está a casa própria e em seguida os planos de saúde.

O impasse deixa claro que a preocupação do brasileiro com a saúde é grande, o interesse de mantê-la sob o resguardo de um plano de saúde também, mas as condições são um empecilho para a realização. Sobre a qualidade dos planos de saúde 19% dos entrevistados afirma ter tido algum tipo de problema com algum plano. Demoras nos agendamentos de cirurgias ou mesmo de consultas, liberações, reembolso e autorizações fazem parte dos temas levantados como problemáticos. Contra estas reclamações, 80% das pessoas afirma possuir planos de saúde bons e consideram que sua situação é boa ou ótima com o plano.

Apesar de já terem algum plano ou de terem abandonado, os entrevistados ainda apontam algumas questões que poderiam melhorar e são almejadas quando se trata de plano de saúde. 88% afirma que transparência nas informações, junto com a individualização do atendimento médico são os pontos que atraem. 33% deles pende para o auxílio da tecnologia ao afirmar que gostaria que o atendimento fosse realizado via Whatsapp. A ferramenta já serve de apoio para o atendimento no caso de alguns planos.

O temor dos paulistas por não terem mais um plano de saúde não está relacionado à disponibilidade ou qualidade do que há no mercado, mas sim ao poder aquisitivo para sustentar o mesmo. Entretanto, os ares de melhora que cercam o mercado já demonstram estabilidade no setor, podendo representar mais possibilidades para os usuários.

73 visualizações

AxisMed

Avenida das Nações Unidas, 13.797

Bloco II - 18 andar

São Paulo - SP

Acompanhe nossas redes sociais!

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

AxisMed 2020. Todos os direitos reservados.